Modulação a um intervalo de terça a partir do tom da submediante (2)

 

No modo menor, o episódio

II.XVI.63-67

modula cromaticamente para o tom da subdominante como passagem para o tom da tônica no decorrer do episódio; o

II.XVIII.115-125,

contendo nos compassos 115-118 uma sequência harmônica modulatória em terças descendentes (ver Exemplo 50) e nos compassos 119-121 uma sequência harmônica real em quintas ascendentes com alternância (inversão) das vozes superiores e com a voz inferior livre (variação), modula através do percurso
VI – (I) – IV – VII – (VII) – IV (maior) – I (maior) – V (maior) – II (maior) – V – I,
em quintas ascendentes desde o tom da subtônica até o tom da sobretônica (tons afastados) e daí em quintas descendentes até o tom da tônica final, com modulação cromática para os tons da subdominante (primeira vez) e da subtônica (primeira vez). O tom da tônica entre parênteses indica aqui uma passagem rápida por este tom no processo modulatório para o tom da subdominante e o tom da subtônica, também entre parênteses, indica uma referência ao homônimo menor por inflexão cromática; e o

II.XVIII.83-97

modula através dos tons de
VI (alterado ascendentemente – menor – tom afastado) – II (tom afastado) – V – I – IV – VII (menor – tom afastado) – III – VII – IV (maior – tom afastado) – I,
em quintas descendentes até o tom relativo retornando em quintas ascendentes até o tom da tônica ainda no decorrer do episódio, com modulações cromáticas até o tom relativo e com uso de acordes de tônica maior, por cromatismo, nos tons da tônica (primeira vez), subdominante menor e subtônica menor.